Quarta-feira, 22 de Fevereiro de 2012 - Reuters

WASHINGTON, 23 Fev (Reuters) – O presidente norte-americano, Barack Obama, enviou nesta quinta-feira uma carta ao presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, desculpando-se pelas cópias queimadas do Alcorão em uma base militar norte-americana no Afeganistão, informou a Casa Branca.

Obama disse a Karzai que o incidente, que provocou protestos enfurecidos contra as forças dos Estados Unidos e da Otan no Afeganistão, não foi intencional.

A carta, que a Casa Branca disse ser um complemento ao telefonema no início desta semana entre os dois líderes para discutir uma “parceria a longo prazo” entre Washington e Cabul, foi entregue para Karzai pelo embaixador norte-americano Ryan Croker.

“Na carta… o presidente também expressou nosso arrependimento e nossas desculpas por causa do incidente em que materiais religiosos foram mal manuseados de forma não intencional na Base Aérea de Bagram”, disse o porta-voz da Casa Branca Tommy Vietor.

O Taliban incentivou os afegãos a alvejarem bases militares estrangeiras e a matarem ocidentais em retaliação à queima do Alcorão na Base Aérea de Bagram, perto de Cabul, na terça-feira.

A Otan confirmou que um homem vestindo um uniforme do Exército afegão matou dois de seus soldados no leste na quinta-feira, mas não quis dizer se o incidente estava relacionado com os protestos.

A queima de cópias do Alcorão podem dificultar ainda mais que as forças da Otan lideradas pelos EUA ganhem a confiança dos afegãos e levem o Taliban para a mesa de negociações antes da retirada das tropas de combate estrangeiras até o final de 2014.

O governo norte-americano e o comandante norte-americano das forças da Otan no Afeganistão já tinham pedido desculpas pela queima depois que afegãos encontraram cópias carbonizadas do Alcorão quando recolhiam lixo em Bagram.

Pesquisar Notícia

Enquete

O que você acha da participação de artistas nas campanhas?